Primeiros resultados das atividades de investigação na Roménia

A investigação documental realizada pelo parceiro romeno, GEAC (Education and Action for Active Citizenship), no âmbito do projecto COPE, indica que o conceito de prescrição cultural é pouco conhecido na Roménia, e ainda menos operacionalizado na prática da prestação de serviços sociais. Na Roménia precisamos realmente de implementar a prescrição social/cultural a nível nacional, e também defender a inclusão da prescrição sociocultural no campo da saúde pública, e da assistência social – em parceria com todas as partes interessadas.
O relatório romeno assinala algumas questões a serem debatidas, e ações para aumentar a adoção da prescrição social e cultural na Roménia.

Incentivar o voluntariado e o sistema de donativos
A análise das respostas dadas pelas pessoas entrevistadas e os casos de boas práticas demonstraram que a prática das prescrições socioculturais pode ser reforçada encorajando o envolvimento de voluntários e doadores, e para a organização de atividades socioculturais dedicadas às pessoas idosas.

A dificuldade de sinalização de casos sociais
Na Roménia, os casos sociais não são tratados pelas autoridades na perspetiva da solidão, ou do isolamento social, mas sim do isolamento físico como uma dependência da assistência médica ou para a subsistência. Uma solução pode ser o desenvolvimento de um sistema de informação de recursos que possa ser administrado pública, privadamente, ou numa parceria pública-privada.

A formação de profissionais a serem envolvidos na prática da prescrição sócio-cultural
O objetivo é que profissionais, empresários e prestadores de projetos e serviços sociais se tornem muito mais conscientes das abordagens transdisciplinares e integradas dentro da prática da prescrição sociocultural, desde a conceção do projeto até à sua implementação.

Reconceptualização do Programa Nacional “Desporto para todos” na Roménia
É obrigatório adaptar este programa nacional para criar oportunidades desportivas para as pessoas mais velhas, e outras categorias de beneficiários. O desporto pode ser um meio eficaz para prevenir o isolamento social e para estimular eficazmente o envelhecimento ativo. Pode também ser uma forma de trabalhar com outras categorias de beneficiários em risco de deterioração física/mental, ou de isolamento social.

Em vez de conclusão: a necessidade de um debate nacional
A Roménia está ainda no início da mudança das políticas públicas no domínio social e comunitário. Isto pode ser uma vantagem para as artes e a cultura a ser utilizadas para melhorar a saúde e os resultados dos cuidados de saúde. É necessário um debate público nacional para abrir a oportunidade de reinstalar os serviços sociais, de saúde e comunitários, de modo a que tanto os prestadores públicos como os privados possam contribuir para servir o maior número possível de pessoas necessitadas.