89 pessoas nas sessões multiplicadoras portuguesas de Cultura organizadas pela SHINE 2Europe

A SHINE 2Europe organizou o evento multiplicador da Cultura em Portugal! O evento foi um esforço de colaboração entre a Universidade NOVA de Lisboa e a Escola Superior de Educação de Coimbra, consistindo em duas sessões em cada instituição. Durante estas sessões, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer em profundidade o projeto Culture on Prescription, explorando temas como a prescrição social e cultural, bem como obter informações sobre os resultados do projeto.

No total, oitenta e nove participantes estiveram presentes nas quatro sessões, cinquenta e dois presencialmente e os restantes online. Foi evidente o seu grande interesse pelos temas abordados e pela metodologia do projeto. O consenso entre os participantes foi que a prescrição cultural tem o potencial de melhorar a qualidade de vida em geral, particularmente para os indivíduos que vivem em solidão e isolamento. Além disso, os participantes sublinharam que os resultados do projeto oferecem informações valiosas para iniciar mudanças de perspetiva relativamente ao sentido do envolvimento da comunidade.
No início das sessões do Evento Multiplicador, foi pedido aos participantes que sugerissem atividades sociais que pudessem ter um impacto positivo na saúde mental de alguém, juntamente com explicações para as suas escolhas. Um número significativo de respostas centrou-se em atividades culturais e ao ar livre, sublinhando o alinhamento entre o tema principal do projeto e os interesses do público. Consequentemente, as discussões giraram em torno da metodologia de prescrição social e da correlação entre arte, cultura e melhoria da qualidade de vida.
Durante a apresentação, foi dado especial destaque à área do Facilitador e ao kit de formação. Isto permitiu aos participantes obter uma visão mais profunda do currículo europeu e da variedade de recursos disponíveis para os facilitadores.

Durante uma sessão, uma participante partilhou a sua intenção de assumir o papel de facilitadora na sua aldeia e de procurar o apoio da sua mãe (enquanto adulta mais velha) para atuar como trabalhadora de ligação, facilitando a promoção de atividades culturais na sua comunidade.
Noutra sessão, foi dada grande ênfase aos métodos de avaliação e às estratégias para avaliar os benefícios da prescrição social e cultural. Os participantes estavam muito interessados em obter uma compreensão mais profunda dos resultados das iniciativas piloto e da forma como a metodologia poderia ser efetivamente implementada em contextos práticos.